Você já ouviu falar em DeFi? DeFi é a sigla para decentralized finance ou, em português, finanças descentralizadas. DeFi é a utilização de tecnologias como a blockchain, smart contracts, stablecoins e outras, para descentralizar produtos financeiros.

A descentralização financeira é, inclusive, uma das razões para a criação do bitcoin –  e de todas as outras criptomoedas que se seguiram a ele. No entanto, a área de criptomoedas ainda não estava totalmente descentralizada até alguns anos. Vide a necessidade de exchanges para a compra e venda dos ativos.

O conceito evoluiu bastante com o advento da blockchain Ethereum, que trouxe para o mercado de crypto os smart contracts bem como reuniu um grande número de desenvolvedores de aplicações para esse ecossistema. Isso fez com que, de fato, surgissem diversos projetos que são efetivamente DeFi.

Um desses projetos são as exchanges descentralizadas, nas quais o usuário opera diretamente por meio de smart contracts. Outro exemplo é a MakerDAO e o DAI, que é uma satablecoin baseada em smart contratcs, que serve principalmente para empréstimos.

O assunto ganhou tanta importância que a Nasdaq criou um índice de empresas DeFi, chamado Defix. Os DeFi, inclusive têm sido utilizado para obtenção de rendimento no mercado: usuários emprestam seus criptoativos de forma alavancada, ganham exposição a diferentes outros criptoativos e usam essas moedas digitais para auferir mais ganhos.


DeFi permite que investidores obtenham ganhos

Um exemplo recente é o token Synthetix, listado recentemente na Binance. Ele permite que os usuários invistam em criptomoedas, ações, moedas fiduciárias, metais preciosos e outros ativos na forma de tokens ERC-20. Outros exemplos são o próprio MakerDAO e o Compound, atual líder do mercado, desbancando o MakerDAO.

Esses projetos permitem que se trave uma determinada quantidade de tokens em troca de pagamento de juros. Além disso, é possível arbitrar entre as diferentes taxas de juros nos projetos. Por exemplo, pegando emprestado a partir de um token com juros baixos e emprestando a partir de um token com juros maiores. A estratégia é bastante arriscada.

O DeFi Pulse acompanha ETH e tokens travados em projetos DeFi por valor total e dominância, por categoria. Segundo o serviço, o mercado de DeFi atingiu a marca de US$ 2 bilhões em valor total bloqueado (TVL) pela primeira vez na história.

Muitos no mercado tem dito que o DeFi está vivendo uma bolha, mas esse é um tema controverso na comunidade crypto.  Se os ICOs foram uma maneira rápida  – e às vezes suja – de arrecadar fundos, o DeFi oferece muito mais em termos de empréstimos, poupanças, negociações, investimentos, ganhos, administração, hedge, arbitragem e pagamento.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.