Já pensou em receber pagamento em bitcoin pelo Twitter? A rede social estaria testando a funcionalidade de permitir aos usuários darem gorjetas em bitcoin, de acordo com o site Mac Rumors. De acordo com o site, há um código na versão para testadores do Twitter que indica que esse serviço está sendo testado. O desenvolvedor móvel Alessandro Paluzzi também já teria vazado uma imagem do que o serviço será semelhante. Até o momento, a rede social não confirmou a modificação.

De acordo com a publicação, a função de gorjeta usará a Lightning Network para fazer pequenos pagamentos de bitcoin. Assim produtores poderão aceitar pagamentos em bitcoin para conteúdos premium produzidos para sua audiência. O serviço suportará carteiras com e sem custódia. A Lightning Network é uma camada da blockchain que permite transações rápidas e de forma escalável.

Com base na imagem vazada pelo desenvolvedor, a funcionalidade, o Twitter estaria trablhando em colaboração com o app Strike para ofercer esse serviço.

Em julho, o CEO do Twitter, Jack Dorsey, deu a entender que o bitcoin seria conectado ao Tip Jar, um serviço para dar gorjetas no Twitter anunciado no início de 2021. Ele acrescentou também que o bitcoin pode ser usado para seus outros produtos, incluindo Super Follows, Commerce e Subscriptions.

A outra empresa de Dorsey, a Square, possui bitcoin em seu balanço e recentemente se comprometeu a desenvolver uma carteira de hardware de bitcoin.

Lightning Network viabiliza pagamento em bitcoin de forma escalável

A Lightning Network foi criada para solucionar algumas limitações técnicas da blockchain do bitcoin. Ela permite por meio de smart contracts que as transações em bitcoin ocorram praticamente em tempo real. Embora tenha sido feita para o bitcoin, a LN também pode ser ser implementada em outras blockchains.

Ela é baseada em uma tecnologia chamada de “canais de pagamento”. Assim: um canal de pagamentos para duas partes é criado quando ambas criam uma transação multi assinatura na blockchain, em que pelo menos uma parte envia fundos ao registro distribuído.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.