Enquanto a stablecoin do Facebook ainda encontra dificuldades para sair do papel, a do JPMorgan começou a ser usada. A primeira criptomoeda de um dos principais bancos americanos está em uso por um de seus grandes clientes do setor de tecnologia, disse Takis Georgakopoulos, head de wholesale payments do JPMorgan à CNBC. Além disso, o banco criou uma nova unidade, a Onyx. Ela vai ficar responsável pelas iniciativas em blockchain e moedas digitais, contou o executivo.

A JPM Coin está sendo usada para pagamentos transfronteiriços, disse o executivo. Mas ele não informou o nome do cliente. Assim, este se tornou o primeiro uso comercial da stablecoin do JPMorgan.

Ele informou, ainda, que outros clientes estão entrando no projeto. Em fevereiro de 2019, o banco anunciou ser a primeira instituição financeira dos Estados Unidos a criar e testar, com sucesso, uma moeda digital que representa uma moeda nacional.

JPMorgan quer criar rede para BC que querem ter stablecoin

Além disso, o JPMorgan quer criar novas redes de pagamento especialmente para bancos centrais que mostraram interesse em criar suas próprias criptomoedas. O executivo lembrou que China e Singapura, por exemplo, estão trabalhando nesta área.

Apesar dos bilhões de dólares de investimento, ainda há poucos usos práticos do blockchain. Assim, as novidades no JPMorgan podem dar um novo impulso para o blockchain e as criptomoedas.

Um dos objetivos do JPMorgan é facilitar as operações de pagamento de grandes clientes, gerando, assim, uma economia de milhões de dólares, disse Georgakopoulus. O uso de blockchain pode, por exemplo, auxiliar na confirmação de operações. Evitando, assim, rejeições por inconsistência de dados, o que gera um custo para a empresa.

Além disso, é possível aplicar esta tecnologia no processamento de cheques de papel. Neste cenário, em vez de enviar o cheque por correio, envia-se a informação digital sobre ele. Esta mudança pode gerar economia de 75% do custo total da indústria hoje, e ainda deixar os cheques disponíveis em questão de minutos em vez de dias, conforme disse o executivo. Contudo, este projeto ainda está a meses de seu lançamento comercial, afirmou Umar Farooq, CEO da Onyx.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.

O BRZ tem aceitação global em múltiplas plataformas