Marketplace conecta investidores a fundos em ativos digitais

Marketplace conecta investidores a fundos em ativos digitais

Sppyns conecta globalmente expertes de gestão de ativos digitais a pessoas que querem investir no mercado de criptomoedas

Marketplace conecta investidores a fundos em ativos digitais

Por Redação

Um hub que conecta globalmente negócios de crypto investimentos, consultoria e educação. A base deste hub é marketplace de fundos de investimentos em ativos digitais. Essa é a proposta da Sppyns, ligar experts de gestão de ativos a pessoas querendo investir. A empresa está funcionando atualmente em fase de operação assistida, mas em breve deve estar totalmente operacional.

A Sppyns nasceu em novembro de 2017, a partir de uma ideia do atual CEO Gabriel Moreira. O executivo tem como sócios Rodrigo Csizmar Borges, Leonardo Faviere e Lucas Cabral. Rodrigo é o gerente geral, Leonardo, CBDO (desenvolvimento de negócios) e Lucas, CTO (tecnologia).  O centro de negócios da empresa está localizado na Suíça e a base operacional, na Estônia, países crypto friendly.

“Nascemos com a missão de tornar os criptoinvestimentos inteligentes, conectando boas e bem sucedidas estratégias de investimento com pessoas que querem rentabilizar seus bitcoins e outros ativos digitais em uma plataforma segura e de fácil usabilidade”, afirma Moreira.

O público-alvo da empresa são investidores do mercado financeiro tradicional e cripto que buscam ampliação e diversificação de seus portfólios nesta nova classe de ativos. Atualmente a plataforma oferece quatro fundos. A meta, contudo, é chegar a 30 fundos até 2020.Todos eles operam diretamente com cripromoedas, ou seja, funcionam como reserva de valor em cripto.

Visita à Suíça

A empresa participou recentemente da delegação de fintechs brasileiras que viajou à Suíça para uma programação de três dias em Zurich e em Zug. O objetivo da visita foi estreitar o relacionamento com empresas e autoridades locais  e buscar novas parcerias para aumentar a oferta de fundos nos próximos anos. A Suíça é considerada a capital financeira do mundo e um dos países mais crypto friendly do mundo.

“Nós queremos democratizar o acesso a esses fundos a um maior número de investidores.A ideia é trazer investimentos tradicionais para o mundo de criptomoedas por meio dessas parcerias com fundos e empresas que tenham produtos de investimento em criptomoedas”, comenta Moreira.