Empresa obtém aval da SEC para registro de transferência de ativos

Empresa obtém aval da SEC para registro de transferência de ativos

Securitize foi autorizada pelo regulador norte-americano a atuar como uma espécie de detentor oficial de registro de mudança de dono de security tokens

Empresa obtém aval da SEC para registro de transferência de ativos

Por Redação

A Securitize, fornecedora de tecnologia para a emissão de tokens blockchain, se registrou como um agente de transferência na Securities and Exchange Administration (SEC) dos Estados Unidos. A empresa acredita que o registro pode ser um gatilho para adoção de security tokens, pois destrava a negociação desses ativos.

Desse modo, a Securitize passa a poder atuar como detentor oficial de registros sobre mudanças de propriedade de security tokens. Embora isso possa parecer redundante, uma vez que as transferências de ativos são rastreáveis na blockchain, a startup de São Francisco diz que é conveniente.

De acordo com o co-fundador e CEO da Securitize, Carlos Domingo, a empresa pode impulsionar a quantidade de security tokens em circulação. O raciocínio é que dessa forma, os norte-americanos se sentiriam mais confortáveis em comprar e vender esses tokens, já que é um espaço regulado. “A SEC começou a aprovar outros tipos de títulos isentos, como o Reg A +. E mais adiante essas pessoas precisarão de agentes de transferência”, defende Domingo.

Securitize oferece registro de graça após ok da SEC

Como um atrativo adicional, a empresa está oferecendo o registro de transferências de graça. Normalmente, essa operação custaria cerca US$ 150 por transferência para títulos regulares registrados pela SEC, disse Domingo. Além disso, a Securitize cobrará pela administração de valores mobiliários e ações corporativas, como pagamento de dividendos e juros, votos e resgates de acionistas e recompra de ações.

A aprovação da SEC após o envio oficial levou apenas 10 dias. No entanto, a Securitize trabalhou por cerca de seis meses para garantir que o regulador entendesse como os contratos inteligentes da empresa manteriam um registro das transferências.

A Securitize diz ser o primeiro agente de transferência registrado na SEC com um protocolo blockchain funcional, com emissores de valores mobiliários ativos e integrações que permitem que valores mobiliários digitais sejam negociados em sistemas de trade alternativos (ATSs) registrados na SEC, incluindo OpenFinance Network, tZERO e Sharepost.

US$ 200 milhões em títulos

Recentemente, a Securitize anunciou seu décimo primeiro valor mobiliário digital emitido. O valor total desses títulos é de quase US$ 200 milhões. Cinco deles são negociados em um ATS regulamentado e registrado pela SEC.

Em duas rodadas de financiamento, a empresa levantou US$ 15 milhões. Atualmente, a companhia possui 43 clientes. Desses, 11 emitiram títulos na blockchain da Ethereum. O Securitize também se integrou ao Tezos, mas ainda não tem clientes que usem essa blockchain.