Com um interesse cada vez maior em criptoativos, também é responsabilidade de quem já faz parte desse universo compartilhar conhecimento. Esse é o foco do Rio Cripto Day, evento que será realizado no dia 4 de junho no Rio de Janeiro.  

“Os criptoativos são um importante instrumento de liberdade financeira. Mas muita gente, de forma equivocada, ainda acha que eles são apenas instrumento para ganhar dinheiro fácil”, comenta o CFO da Transfero Group, Carlos Eduardo Russo, que vai se apresentar no Rio Cripto Day e vai falar sobre, exatamente, a importância da educação nesse mercado.

Por não ter amarras e não estar conectado a um banco, os criptoativos oferecem uma oportunidade de “liberdade e autonomia financeira” às pessoas, diz o executivo. Para isso acontecer, no entanto, é preciso que as principais vozes assumam a responsabilidade de contribuir com a educação do público que está conhecendo agora esse mercado.

A Transfero é um dos patrocinadores do Rio Cripto Day e está assumindo o desafio de estimular essa troca de conhecimento sobre criptoativos. “A Transfero é uma empresa com foco B2B, mas temos que estar presente em todas as discussões, compartilhando o que sabemos com mais e mais pessoas interessadas”, comenta Carlos Eduardo. 

Educação para desmistificar 

Para Carlos Eduardo, a melhor forma do público geral perder os receios com relação a criptoativos passa, exatamente, pela educação. “A educação financeira para entender a classe de ativos é essencial, mas também é importante confiar em empresas sérias que fazem esse trabalho”, afirmou. 

O Rio Cripto Day pretende dar uma imersão de mais de oito horas para as pessoas se atualizarem sobre assuntos cruciais para o mercado, como DeFi, Tokenização e Web3. Além disso, o evento vai reunir especialistas para falar sobre formas de se analisar criptoativos e quais são os próximos desafios do mercado. 

Rio de Janeiro: a capital cripto

O Rio Cripto Day também será uma forma de consolidar a capital fluminense como um pólo dos criptoativos no Brasil. A cidade, que está fomentando o uso de cripto por meio de sua secretaria de Inovação, lançou recentemente o projeto “Porto Maravalley” para transformar o Porto Maravilha em um hub de inovação. 

A Transfero é uma das companhias que participa do projeto. “Queremos reforçar a nossa presença em tudo o que é relacionado ao Rio de Janeiro e inovação”, comentou Carlos Eduardo. Nesse sentido, o Rio Cripto Day é mais uma forma de reforçar a importância da cidade no cenário tecnológico brasileiro.

Segundo o CFO da Transfero, ainda terão outros eventos sobre o mercado cripto na cidade e a empresa estará presente de alguma forma para contribuir com as conversas e debates envolvendo o mercado cripto. Um exemplo disso é a Web Summit 2023, um dos principais eventos de tecnologia do mundo que contará com o patrocínio da Transfero.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.