A grande desvalorização do preço do bitcoin está afetando diretamente a economia de El Salvador. O país declarou o criptoativo como moeda oficial em 2021, e nos últimos meses perdeu quase US$ 56 milhões.

No total, El Salvador já acumulou mais de 2,3 mil unidades de bitcoin no mercado cripto. No entanto, a queda no preço do criptoativo reduziu significativamente o valor do saldo total do país.

Embora permaneça com todos os bitcoins que foram acumulados, o saldo foi reduzido devido à grande desvalorização do criptoativo desde o último recorde, em novembro de 2021.

Porém, mesmo com a desvalorização acentuada do bitcoin, El Salvador continuou a acumular o criptoativo. No último mês, por exemplo, o país latino-americano adquiriu 500 unidades da moeda digital.

Assim, considerando o preço médio pago pelos bitcoins, El Salvador acumula uma desvalorização de quase 50%. No total, o preço do criptoativo já caiu mais de 66% nos últimos sete meses.

Preço do bitcoin afeta El Salvador

O preço do bitcoin está enfrentando uma grande desvalorização histórica. Desde 2014, o criptoativo não experimentava uma queda contínua como aconteceu nas últimas semanas.

Somente nos últimos sete dias, por exemplo, a moeda digital despencou 30% no mercado cripto. Atualmente, cada unidade de bitcoin é negociada por volta de US$ 20 mil.

Essa desvalorização afeta diretamente a economia de El Salvador, que promulgou o criptoativo como moeda oficial do país. Desde o dia 7 de setembro de 2021, a moeda digital é usada amplamente pela população, ao lado do dólar.

Recentemente, o presidente de El Salvador, Nayib Bukele, cogitou a necessidade de comprar mais bitcoin. Ele perguntou no Twitter se esse não seria o momento ideal para adquirir mais unidades do criptoativo.

“Você está me dizendo que devemos comprar mais bitcoin?”

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.