Depois de renovar sua máxima no mercado no final de outubro de 2021, o bitcoin (BTC) abriu espaço para um novo rali de altcoins. Recentemente, inúmeros criptoativos quebraram recorde de preço, como a Solana (SOL), por exemplo, que atingiu US$ 250 nesta sexta-feira (5).

Ao mesmo tempo em que altcoins renovam suas máximas, a dominância do bitcoin caiu mais de 2% em menos de um mês. Enfraquecido pela ascensão de outros criptoativos, o preço do bitcoin é mantido acima do nível de US$ 60 mil no mercado, desde que quebrou recorde atingindo valores próximos de US$ 67 mil.

De acordo com dados do CoinMarketCap, a dominância do bitcoin corresponde a 42,6% atualmente, seguido pela dominância do ethereum em segundo lugar no ranking, que corresponde a 19,6%.

Dominância do bitcoin caiu desde o recorde

No dia 20 de outubro de 2021, o preço do bitcoin renovou sua máxima ultrapassando a resistência de US$ 66 mil pela primeira vez. Naquela semana, a dominância do BTC correspondia a 46,81%.

Mas, desde então, o domínio do bitcoin caiu mais de 2% enquanto a maioria das altcoins cresceram no mercado. Atualmente, a dominância do criptoativo corresponde a 44,04%.

Dominância criptoativos

Rali de altcoin diminui dominância do BTC (Reprodução/CoinMarketCap)

Por outro lado, altcoins como a ether (ETH), Solana (SOL) e Binance Coin (BNB) registraram aumento da dominância no mercado, enquanto tiveram uma grande valorização de preço.

No caso da ether (ETH), a dominância subiu de 18,32% para 19,30% nas últimas duas semanas, com o criptoativo rompendo US$ 4,6 mil pela primeira vez. Neste mesmo período, a Solana que bateu recorde de US$ 250 hoje, aumentou sua dominância de 1,95% para 2,33%.

A binance coin (BNB) é outra altcoin que aumentou sua presença no mercado desde que o bitcoin bateu recorde de preço. Com 3,34% de dominância do mercado, a BNB viu este índice saltar 0,015% nas últimas duas semanas.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.