No universo crypto, as trading companies de criptomoedas têm um papel importante. Não só essas empresas garantem liquidez para o ecossistema como também acabam contribuindo para reduzir o spread nas operações. Entre os principais nomes dessa área estão companhias como FTX/Alameda e Bluesky Capital.

Também chamadas de market makers, essas empresas dão liquidez para os dois lados das operações crypto. Ou seja, para quem está vendendo e para os que compram. Na prática, elas agem emitindo ordens de compra e de venda. Mas sua função não acaba aí. Essa liquidez colabora ainda para que o mercado seja mais eficiente e menos volátil, uma vez que favorece preços mais justos.

A definição do preço de qualquer ativo leva em conta diversos fatores, porém há um grande peso da oferta e da procura. Com maior liquidez, a diferença entre o maior preço pedido pelos vendedores e o maior valor ofertado pelos potenciais compradores (spread) tende a diminuir.

Com trading companies, encontrar vendedor e comprador fica mais fácil

Sem essas empresas, a tarefa de encontrar um comprador ou vendedor daquele ativo por um preço que agrade a ambos fica ainda mais difícil, elevando o tempo para concluir a operação, os custos e diminuindo o volume de negócios.

As trading companies operam sem parar. E uma das que se destacam entre elas está a Alameda Research, que também é dona da plataforma FTX. Na avaliação do DeFi Revolution, a Alameda se destaca porque tem em sua equipe profissionais com décadas de experiência, sua operação tem escala global, o que permite operações em diversas exchanges. Além disso, a sofisticação de seus sistemas de trading permite que o spread seja ainda mais “justo”.

Outro nome importante é a gestora de investimento quantitativo Bluesky Capital. Porém, o que faz com que ela ganhe destaque na lista é sua rigorosa metodologia de pesquisa, com investimento em tecnologias disrutivas. Mas também sua inovação contínua, guias sob medida para gestão de risco e a oferta de liquidez 24 horas por dia a semana inteira para as exchanges com as quais tem APIs.

Por fim, a Kairon Labs também merece destaque. Como aponta o site, “eles oferecem market-making para todos os utility tokens usando seu próprio software proprietário”. Entre seus diferenciais estão, por exemplo, a equipe com grandes nomes do trading de crypto, uma análise profunda dos livros de pedidos e projetos. Além disso, emitem relatórios quinzenais sobre diversos dados, como volume de operações.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.