Primeira empresa a fazer a conversão de parte de seu capital para bitcoin, a MicroStrategy anunciou no dia 7 de junho a intenção de emitir US$ 400 milhões em títulos com vencimento em 2028 e retorno de 6.125% ao ano para financiar a compra de bitcoin. Um dia depois, com a demanda do mercado superando em três vezes a oferta, a empresa de Michael Saylor ampliou para US$ 500 milhões a operação, segundo a Bloomberg.

Em comunicado à imprensa, a empresa de softwares afirmou que emitirá títulos de obrigações seniores, uma espécie de oferta de dívida, e garantirá as notas emitidas com o bitcoin que será comprado. A MicroStrategy já possui mais de 92 mil bitcoin, obtidos através da troca do caixa de US$ 800 milhões da empresa e também por meio da emissão de dívidas com vencimento futuro.

Empresa quer proteger seu capital

Durante a conferência Bitcoin 2021, realizada no fim de semana anterior ao anúncio de oferta de títulos, o CEO da empresa, Michael Saylor, ressaltou não estar preocupado com a recente queda do preço do bitcoin e disse que continua acreditando na valorização da criptomoeda no longo prazo.

A motivação do executivo é proteger o capital da MicroStrategy da inflação, dada a crescente emissão de dinheiro pelos bancos centrais de todo o mundo. Os bitcoin que a empresa possui foram comprados por cerca de US$ 24 mil, em média. Hoje, o preço da criptomoeda está em torno de US$ 36 mil.

Apesar de a intenção ser captar US$ 400 bilhões, o montante vai depender do comportamento do mercado. Na cotação de hoje, caso a empresa obtenha todo o capital, seria possível comprar 11,1 mil bitcoin, o que faria da MicroStrategy a primeira companhia a ter mais de 100 mil bitcoin em caixa.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.
Custódia de criptoativos pode ser feita com gestão profissional