A adoção de criptoativos no Brasil aumentou consideravelmente nos últimos anos. Agora, o país é considerado o quinto maior mercado cripto do mundo, com mais de dez milhões de pessoas investindo no setor.

De acordo com a pesquisa, o Brasil deixa para trás países como Estados Unidos, Índia e Rússia em relação ao número de usuários do mercado cripto. Com mais de dez milhões de usuários, os criptoativos possuem mais investidores que a bolsa de valores, por exemplo.

No entanto, embora seja um dos maiores mercados do mundo, o volume de negociação de moedas digitais ainda é pequeno no país. Conforme mostra dados do CoinMarketCap, o Brasil movimentou apenas 2% de todo o volume negociado em criptoativos em 2021.

Ou seja, esse número reflete uma pequena parcela do mercado cripto que movimentou R$ 5,4 trilhões no último ano. Assim, considerando a população total brasileira, é como se 5% dela investisse em criptoativos.

Conforme mostram dados do CoinTraderMonitor, no ano passado o Brasil movimentou mais de R$ 103 bilhões em moedas digitais. Portanto, esse número representa um crescimento de 400% em comparação com 2020.

O Brasil vivencia um aumento da adoção de criptoativos que deve continuar em crescimento em 2022. Com mais usuários que a bolsa de valores, a B3, o setor atrai a atenção de outras plataformas.

A própria B3, por exemplo, anunciou no início de 2022 que estava desenvolvendo produtos financeiros baseados em criptoativos. Recentemente, a plataforma disse que vai lançar a negociação do mercado de futuros de bitcoin ainda neste ano.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.