O bitcoin foi o melhor ativo de investimento no primeiro semestre de 2021, com valorização de 15,78%. Para efeito de comparação, o Índice Geral de Preços ao Mercado (IGP-M) subiu 15% no mesmo período. Assim, a criptomoeda líder foi a única a superar a inflação no período.

Aliás, o bitcoin foi o responsável pelo bom desempenho do Nasdaq Crypto Index (NCI), índice que reúne os principais criptoativos do mercado, e que teve rentabilidade positiva de 45,07% no primeiro semestre.

Além do bitcoin, outros investimentos também obtiveram performance positiva no período. O Ibovespa, que havia começado o ano em queda, subiu 6,5% no semestre, acumulando sua quarta alta mensal em junho.

Na avaliação do diretor de Produtos e Parcerias da Transfero, Safiri Felix, o primeiro semestre de 2021 pode ser dividido entre dois momentos distintos. “Até abril, o sentimento geral era de otimismo, com o fluxo de notícias empurrando a cotação até os US$ 65 mil. Com o preço em nível recorde, a alavancagem do mercado atingiu níveis excessivos, provocando um ajuste acentuado dos preços em maio e junho, puxando a cotação para o intervalo entre US$ 30 – 40 mil. Estou confiante de que na segunda metade do ano a cotação volte a reagir positivamente”, disse.

Melhor investimento do primeiro semestre, à frente do ouro, Ifix e outros

O ouro, que para muitos compete com a proposta de diversificação do bitcoin, teve desempenho negativo nos seis primeiros meses de 2021, com desvalorização de 11% em relação ao real. Já o dólar também apresentou queda em comparação com o real – no dia 29 de junho, a moeda estava cotada a R$ 4,97, queda de 4,3% no período.

O Índice de Fundos Imobiliários (Ifix) caiu 4,08% do início de janeiro até o dia 30 de junho. O motivo foi a pressão que os imóveis ainda sentem pela pandemia.

O índice da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), IMA-geral, formado por todos os títulos que compõem a dívida pública, teve uma alta discreta de 0,19% no ano. O CDI (Certificado de Depósito Interbancário), título de renda fixa privado, por sua vez, teve ganho modesto de 0,96% em 2021.

Vale lembrar que no fim de junho, o Boletim Focus do Banco Central projetou um avanço de 5,05% para o PIB, neste ano. Em 12 de julho, nova versão do boletim se mostrou um pouco mais otimista, com projeção de crescimento do PIB de 5,26%. Ao mesmo tempo, a expectativa para a taxa básica de juros Selic, para o final deste ano, passou a 6,63%. Essa perspectiva de aumento de inflação reforça ainda mais a ideia de investimentos em bitcoin como reserva de valor.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.
Ativos alternativos crescem como opções de diversificação de portfólio