A legalização dos jogos de aposta no Brasil — sejam eles on-line ou em cassinos — representa uma oportunidade econômica para o país, apontam especialistas da área. Segundo Witoldo Hendrich Junior, sócio-fundador da Hendrich Advogados, a legalização tem potencial de gerar empregos, sobretudo indiretos, e que eles seriam criados em  várias indústrias.

A avaliação foi feita durante o painel Brasil em foco: a legalização dos jogos de apostas pode salvar o Brasil de sua crise financeira?. O debate faz parte do primeiro dia do SiGMA Americas, evento sobre IGaming. O mercado inclui vários tipos de jogos on-line, como poker e apostas em futebol.

“É um outro nível de empregabilidade indireta. A gente precisa produzir cadeira, mesa, monitores, toalhas, guardanapo, garfo, faca, xícara. É uma infinidade de coisas”, disse Hendrich Junior.

Com legalização, mercado de jogos pode chegar a US$ 2 bi

Mark Thorne, especialista em iGaming, afirma que brasileiros são muito ativos nos cassinos de países vizinhos. Portanto, a legalização pode evitar que esse dinheiro seja gasto só no exterior, como afirma Hendrich Junior. “Basta o dinheiro parar de sair o país para que a gente tenha um ganho financeiro com isso”, afirmou o sócio da Hendrich Advogados.

aposta online
Sobre a posição do Brasil no cenário atual, Thorne diz que o país é um dos mercados emergentes mais falados no setor de jogos. “(O Brasil tem) 211 milhões de pessoas e um apetite para esportes e jogo considerável”, afirmou, lembrando o avanço do debate da regulação nos últimos meses.

Thorne cita, ainda, um estudo da KPMG de 2017 que estima que, um ano após a regulação, o mercado de jogos brasileiro valerá algo em torno de US$ 2 bilhões. A concretização da projeção, contudo, depende de como será feita a regulação e de quais tipos de jogos serão incluídos, avalia Magnho José, presidente do Instituto Brasileiro Jogo Legal.

Data divide especialistas

Como exemplo de avanço no debate sobre a lei dos jogos, Luiz Felipe Maia, sócio-fundador da FYMSA Advogados, aponta a criação de um comitê no governo. Além disso, ele fala da escolha do BNDES como responsável por privatizar as apostas esportivas no país. “A gente espera, no ano que vem, ver a regulação pronta e, provavelmente, o processo de licença”, avalia Maia.

Mas a data de conclusão da regulação e da liberação das apostas no país divide os especialistas.  Heindrich Junior acredita que as empresas já estarão operando no segundo semestre de 2021. Já Maia e José só veem a operação de uma empresa no Brasil no primeiro semestre de 2022.

Isso porque ainda é necessário que o BNDES faça um estudo sobre o assunto e que a regulação fique pronta. Além disso, é preciso que as empresas se adequem às regras e recebam o sinal verde de laboratórios de certificação, o que leva tempo.

IGaming é área de interesse da ZBX

A Transfero Swiss, dona do BRZ, e a ZBX Digital Assets Exchange firmaram uma parceria que vai permitir a brasileiros criarem uma conta na ZBX e terem acesso ao sistema bancário e crypto internacional por meio do BRZ. O mercado de IGaming é uma das áreas de interesse da ZBX.

Clique aqui para se registrar na exchange.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.
A Transfero investe em pesquisa e educação para capacitar investidores