A inflação de preços no Brasil tem afetado a rentabilidade de praticamente todos os investimentos no mercado financeiro. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2021, o país acumulou uma inflação de 6,90%.

Com a inflação acumulada até setembro, os investimentos tradicionais como renda fixa e as aplicações de renda variável tiveram uma rentabilidade real reduzida pelo IPCA, o índice oficial que mede a inflação no Brasil.

O IBGE divulgou na sexta-feira (8/10), o relatório final do IPCA do mês de setembro de 2021. Com um aumento de 1,16% no mês, o índice corroborou para o aumento da inflação acumulada no ano.

Segundo um levantamento de O Globo, nenhum investimento de renda fixa superou o índice de 6,90% da inflação acumulada em 2021. A poupança nova, por exemplo, acumulou uma rentabilidade nominal de 1,73% nos nove primeiros meses do ano.

No entanto, a rentabilidade real do índice poupança nova em 2021 corresponde a uma desvalorização de 5,17%, ao ser considerada a inflação acumulada no mesmo período.

Enquanto isso, a valorização acumulada pelo bitcoin mostra que o criptoativo é o único investimento que superou a inflação em 2021. Com um aumento real de preço acumulado em quase 38% até setembro deste ano, o ativo digital apresentou uma valorização diante do cenário de queda na rentabilidade real dos principais investimentos.

IPCA em setembro e bitcoin em outubro

Antes de divulgar o relatório final do IPCA acumulado em setembro de 2021, o IBGE apresentou uma prévia do índice no final do mês passado. Até então, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) apresentava uma prévia de 1,14%.

Porém, esse índice aumentou para 1,16% após a divulgação do relatório final na sexta-feira (08/10), e foi acrescentado à inflação acumulada em 2021. Com esse fechamento mensal, o Brasil atingiu 6,90% entre janeiro e setembro de 2021, e 10,25% de IPCA acumulado nos últimos doze meses.

Embora o bitcoin tenha terminado em setembro com uma desvalorização acumulada de 7,08%, o criptoativo iniciou outubro de 2021 em grande valorização de preço.

Depois de ultrapassar o nível de US$ 50 mil recentemente, o preço do BTC rompeu o suporte de US$ 55 mil, e pode terminar 2021 com uma valorização acumulada superior a 38%, índice acumulado até setembro.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.
Ativos alternativos crescem como opções de diversificação de portfólio