O halving do bitcoin ainda não foi precificado, afirma o head of Research and Portfolio Management da Transfero Swiss AG, em artigo publicado no Cointelegraph. Previsto para ocorrer nesta segunda-feira (11/5), o corte na emissão de novos bitcoins é muito aguardado pelo mercado. 

“Por ser um ativo não-usual no mercado, diversos modelos de precificação foram criados para analisar o preço justo do bitcoin. Um deles é o Stock-to-Flow, também utilizado para projetar o preço de metais preciosos, como o ouro, e outras commodities escassas. Se levarmos em consideração que a oferta marginal de bitcoins vai cair e a demanda continuar seguindo uma curva crescente, a tendência é que o preço suba, uma consequência natural da lei da oferta e da procura”, afirma o executivo.

curva crescente
Ele afirma que o preço do bitcoin se comporta diferente do preço de uma ação. Neste, o preço justo do ativo é calculado de acordo com as expectativas futuras de fluxo de caixa trazidas a valor presente por modelos de valuation tradicionais. Já o bitcoin se assemelha mais a uma commodity e que por isso é precificado pela oferta e demanda.  Ele compara o ativo ao mercado de pão francês. “Se você sabe que vai ter uma escassez de pão, algumas padarias podem até especular com o preço, mas somente quando a produção de pão efetivamente cair pela metade é que o preço irá subir”, exemplifica

+Leia também:
– Volatilidade do bitcoin está menor no halving atual
– Governança será principal driver para investimento institucional
– Interesse pelo halving do bitcoin no maior nível dos últimos quatro anos

Se você sabe que vai ter uma escassez de pão, algumas padarias podem até especular com o preço, mas somente quando a produção de pão efetivamente cair pela metade é que o preço irá subir.

preco bitcoin

O halving do bitcoin é um dos pilares da tese da Transfero de que os ativos digitais serão os de melhor performance neste biênio.