Mais de US$ 75 milhões em ether (ETH) foram adquiridos recentemente pelo Galaxy Institutional Ethereum Fund. A operação foi realizada para aumentar o fundo da empresa Galaxy, dedicado ao principal criptoativo da rede Ethereum.

De acordo com a SEC, no total a empresa comprou US$ 75,6 milhões do criptoativo. A transação da Galaxy corresponde a 21 investidores do fundo, onde cada um deles investiu pelo menos US$ 100 mil.

O Galaxy Institutional Ethereum Fund utiliza como referência de preço o índice Bloomberg Galaxy Ethereum Index. A custodiadora dos ativos do fundo da empresa é a Gemini.

Sendo assim, com a nova aquisição de mais de US$ 75 milhões, a Galaxy possui agora US$ 1,7 bilhão em ether. Entre os investidores do fundo está o Goldman Sachs.

A busca por ETH reflete uma procura pelo criptoativo que sofrerá uma grande atualização em breve. Marcada para setembro de 2022, a atualização The Merge mudará o mecanismo de consenso da rede Ethereum.

Dessa forma, a mudança está atraindo investidores que esperam por uma valorização da ether até o final do ano. Além disso, o volume investido pela Galaxy pode representar uma retomada do interesse de investidores institucionais no mercado cripto.

Desde 2021, esse é o maior volume em aquisição do criptoativo através de um fundo de investimento. Além do Galaxy Institutional Ethereum Fund, recentemente outro fundo aumentou sua posição em criptoativos.

O Galaxy Benchmark Crypto Index Offshore Fund comprou US$ 3,25 milhões em ether no último mês. A aquisição corresponde à entrada de dez novos investidores no fundo de investimento.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.