Fundo de investimento com ouro e ativos digitais tem respaldo histórico

Fundo de investimento com ouro e ativos digitais tem respaldo histórico

O ouro vem sendo utilizado historicamente como ativo de proteção e, junto com uma cesta de ativos digitais, forma um portfólio totalmente anticíclico

Cadu Russo
Conrado Sandim
Fundo de investimento com ouro e ativos digitais tem respaldo histórico
Cadu Russo
Conrado Sandim

Por Redação

A decisão da Transfero Swiss em criar um fundo de investimento que tem seu patrimônio 75% atrelado ao ouro e 25% a uma cesta de ativos digitais com gestão ativa tomou por base fatores históricos. Historicamente, o ouro se firmou como refúgio de investidores em momento de menor clareza externa, como agora.

Ainda que em janeiro deste ano os números sobre a atividade econômica na China tenham vindo melhores, o Federal Reserve tenha adotado um tom mais paciente relacionado ao juros e os EUA tenham encerrado o shutdown, o cenário internacional se mantém inconclusivo. Assim, uma eventual estagnação da economia americana ainda paira no horizonte.

Dessa forma, não diferente do passado, o investimento em ouro vem novamente sendo usado como trunfo de alguns investidores mais conservadores interessados em passar por este momento incertezas externas com tranquilidade adicional.

Dados oficiais indicam que alguns bancos centrais do mundo iniciaram o movimento de compra de ouro em 2018. Naquele ano, essas instituições compraram mais ouro do que em todos os períodos anteriores, desde 1971. Aproximadamente 600 toneladas do metal foram adicionadas aos cofres dos bancos centrais em 2018. Isso representou um aumento de mais de 70% em relação a 2017.

ouro

Ouro é porto seguro para investidores

Dados históricos sobre a cotação do ouro à vista negociado no mercado internacional desde a última crise deixam claro que o retorno do ativo em relação ao Ibovespa, dólar e CDI se manteve com rendimentos positivos em 2009 e 2010. No mesmo período, o dólar apresentou desvalorização.

Não estamos aqui sugerindo que uma parcela relevante do capital de nossos investidores migre para este novo produto/classe de ativo, mas que parte do capital destinada à classe “alternative investments” contemple um percentual do portfólio de maneira educativa e disciplinada

Cesta de ativos digitais como reserva de valor

No caso de uma cesta de ativos digitais, nosso entendimento é de que esta pode ser utilizada não somente como diversificação, mas também como reserva de valor, pois tem a vantagem de ser totalmente não correlacionada com os ativos típicos do mercado financeiro.

Não estamos aqui sugerindo que uma parcela relevante do capital de nossos investidores migre para este novo produto/classe de ativo, mas que parte do capital destinada à classe “alternative investments” contemple um percentual do portfólio de maneira educativa e disciplinada.