A FTX US pode aumentar sua atuação no mercado cripto com uma nova aquisição. De acordo com Zac Prince, CEO da BlockFi, a empresa de empréstimos em criptoativos pode ser vendida para o braço norte-americano da exchange.

O anúncio sobre o negócio foi confirmado pelo CEO da plataforma de empréstimo no Twitter. No dia 1º de julho de 2022 ele disse que as duas empresas assinaram um novo contrato.

O documento diz respeito sobre a possível aquisição da BlockFi, que ainda não foi concretizada. Além disso, as duas empresas também trataram sobre uma linha de crédito de US$ 400 milhões no contrato.

O acordo entre a BlockFi e a FTX US pode resultar na aquisição da plataforma de empréstimos por US$ 240 milhões.

“Ontem assinamos acordos definitivos, sujeitos à aprovação dos acionistas, com a FTX US para uma linha de crédito rotativo de US$ 400 milhões subordinada a todos os fundos do cliente e uma opção de adquirir BlockFi a um preço variável de até US$ 240 milhões com base em gatilhos de desempenho.”

Linha de crédito para a BlockFi

A desvalorização do mercado cripto reverberou em dificuldades de liquidez para plataformas de empréstimos como a BlockFi. Dessa forma, a empresa tenta manter as operações funcionando normalmente, e havia conseguido US$ 250 milhões em créditos rotativos da FTX.

No entanto, esse valor foi aumentado para US$ 400 milhões atualmente. Mesmo com o valor liberado pelo acordo com a FTX, a BlockFi afirmou que não utilizou o crédito rotativo ainda.

“Até o momento, não utilizamos essa linha de crédito e continuamos a operar todos os nossos produtos e serviços normalmente.”

Sendo assim, a FTX US pode comprar a BlockFi após o acordo entre as partes ser concluído. Antes do anúncio oficial do CEO da plataforma de empréstimos cripto, rumores no mercado apontavam que o valor da aquisição poderia ser de apenas US$ 25 milhões.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.