A exchange FTX agora faz parte do seleto grupos de startups unicórnio. Ganham essa denominação aquelas empresas cujo valor de mercado ultrapassa US$ 1 bilhão. E, conforme o CEO da empresa, Sam Bankman-Fried, contou ao The Block Crypto, a FTX passou dessa marca com folga. A companhia alcançou os US$ 3,5 bilhões, de acordo com o executivo.

O site destaca, ainda, que a FTX se tornou um unicórnio com apenas um ano e meio de existência. Além disso, seu CEO entrou para a lista Forbes 30 under 30 de 2021. Ele está ao lado de nomes como o de Chelsea Crowder, vice-presidente do tradicional J.P. Morgan. Na listagem, ao falar de Bankman-Fried, a revista americana destaca que a FTX gerou cerca de US$ 50 milhões em receitas só este ano, com lucro de US$ 30 milhões.

Buscar ‘frutos mais fáceis’ ajudou FTX a virar unicórnio

Segundo o CoinTelegraph, Bankman-Fried contou, na entrevista ao The Block que o sucesso se explica pela busca por “frutos mais fáceis”. E que a FTX buscou criar soluções para questões que existiam em outras plataformas.

Em maio, a empresa começou uma parceria com a brasileira Transfero para negociação de BRZ — stablecoin com lastro em reais. Em setembro, buscando aumentar sua participação no país, a FTX reduziu suas taxas no mercado local. A aposta rendeu frutos, e os negócios da FTX por aqui cresceram exponencialmente. Em novembro, a FTX fez um aporte de R$ 40 milhões na Transfero, confirmando o interesse pelo mercado local.

E “o Brasil pode contribuir cada vez mais com a valorização da FTX”, disse Antônio Neto, representante da empresa no Brasil, ao CoinTelegraph. Embora avalie que o mercado ainda seja “incipiente para a FTX”.

Além disso, outra novidade deste ano foi a criação do Serum, uma exchange descentralizada que roda na rede Solana, uma alternativa ao Ethereum. Assim, a Serum oferece uma infraestrutura de trades rápida e barata. A nova exchange tem, ainda, um token de governança próprio, o SRM, que dá a seus detentores direitos de opinar em decisões da empresa.

Acesse o grupo Solana Brasil no Telegram para mais informações: https://t.me/solanabrazil

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.