Qual é a fatia que o investidor deve aplicar em criptomoedas?

Qual é a fatia que o investidor deve aplicar em criptomoedas?

As criptomoedas já são mainstream e reconhecidamente uma nova classe de ativos, mas qual é a fatia ideal que o investidor deve colocar nelas?

Qual é a fatia que o investidor deve aplicar em criptomoedas?

Por Redação

Nós já dissemos aqui que o bitcoin caminha para ser cada vez mais uma reserva de valor e proteção contra crises cíclicas. Além de ser um ativo que pode ser usado para fazer trade e especulação. Mas qual a fatia ideal que o investidor deveria colocar em criptomoedas? Para buscar essa resposta, conversamos com o head de Investimentos da Transfero Swiss, Carlos Franco Russo:

Carlos Franco Russo, head de Investimentos da Transfero: bitcoin tem retorno esperado acima da média

Por que o investidor deve ter bitcoins (ou outra altcoin) em seu portfolio de investimento?

É preciso primeiramente dizer que quando o investidor compra uma criptomoeda ele está se expondo à crença que essa é uma nova classe de ativos que vai se tornar dominante num futuro próximo. No entanto, é preciso diversificar. Embora o bitcoin sempre deve compor a maior parte do portfolio em crypto, é interessante ter outras criptomoedas.

Por ser um mercado muito volátil, qual deve ser o percentual das criptomoedas na carteira do investidor?

Isso depende do nível de apetite de risco de cada investidor. Não há retorno sem risco e o risco, na linguagem técnica, tem que ser volatilidade. Historicamente sabemos que o bitcoin e outras criptomoedas têm um retorno esperado muito acima da média. E isso deve continuar nos próximos anos. Obviamente, esse retorno vem ao custo de uma grande volatilidade. O investidor tem que saber que, ao se expor nessa classe de ativos, vai haver momentos que as perdas podem chegar a 80%, 90%.

ganhos em cripto

Qual deve ser o horizonte de prazo ideal para o investidor deve mirar para ter ganhos em criptomoedas?

Até hoje, todo investidor que entrou nesse mercado e esperou pelo menos três anos, ele recuperou esse investimento, ainda que ele tenha entrado em períodos de máxima histórica. E se ele esperou por pelo menos cinco anos, ele multiplicou o investimento por cinco, dez vezes. Então, o investidor deve ter como objetivo um período de três a cinco anos quando investe nessa classe de ativos.

Qual é a diferença principal entre investir na bolsa e no bitcoin?

São ativos completamente diferentes. Um ativo como uma ação tem um valor intrínseco, que é o valor presente do fluxo de caixa futuro da empresa. Enquanto o bitcoin não tem valor intrínseco, ele é dependente de oferta e demanda. O bitcoin é, portanto, mais parecido como uma commodity, como o petróleo, por exemplo, embora tenha algumas diferenças.

Faz mais sentido ter exposição a criptomoedas do que à Bolsa? 

Do ponto de vista do investimento, hoje faz muito sentido ter uma exposição à classe de ativos criptomoedas. Em longuíssimo prazo e aí eu estou falando em 100 anos, é melhor você ter exposição à bolsa do que a criptomoedas. Mas como estamos num momento histórico em que as criptomoedas estão ganhando muita relevância e os retornos têm sido muito altos, ainda é muito bom ter uma parte do seu portfólio em criptomoeda.

+Leia também: Gigante do mercado financeiro no mercado de criptomoedas

Como saber o ponto de entrada ideal nesse mercado?

Existem alguns indicadores que indicam se os preços estão acelerando. Um deles é a proximidade com o halving. Por exemplo, se o bitcoin acabou de passar por um halving e ele está num ciclo de aceleração de preços nos últimos 18 meses, por exemplo, subindo de forma consistente, é um indicador de que ele pode cair a qualquer momento. Já imediatamente após uma quebra de um ciclo de alta também não é um bom momento para investir porque provavelmente vai continuar caindo. Achar o momento certo é difícil. O melhor momento para investir é quando conseguirmos identificar um momento de reversão. Por exemplo, quando ele bate num fundo e sobe 100% desse valor. É um sinal que reverteu a tendência. Esse é um momento excelente de entrar porque ele vai entrar num momento de alta nos próximos 12 a 18 meses.

Transfero tem diferentes abordagens de investimento

A Transfero Swiss é uma empresa focada em administração e gestão de investimentos em ativos digitais – considerada a mais nova classe de ativos para diversificação de patrimônio. Temos hoje três principais estratégias que variam a abordagem e o perfil de risco do portfólio. Nossos consultores podem te ajudar na alocação que melhor se enquadra ao seu estilo. Agende uma reunião.