No boom do DeFi (as finanças descentralizadas), um nome tem se destacado: a Uniswap. Esta exchange descentralizada tem o Ethereum como base e lidera o ranking do setor em termos de valor total bloqueado. A Uniswap tinha US$ 2,38 bilhões travados em sua rede no dia em que esta reportagem foi escrita, segundo o DeFi Pulse.

A cifra representa uma diferença considerável para o US$ 1,83 bilhão da Maker, a segunda colocada. Contudo, o valor fica ainda mais impressionante quando se nota sua evolução. Em 25 de agosto, o valor total bloqueado na plataforma era de “meros” US$ 184,39 milhões.

Poder do DeFi: Uniswap desbanca exchange centralizada

E, no que alguns apontam como a prova de que o DeFi veio para ficar, em setembro, o volume mensal negociado na Uniswap ultrapassou o da Coinbase, uma exchange centralizada. Foi a primeira vez em que isso aconteceu, segundo dados da empresa de pesquisa em ativos The Block publicados por seu pesquisador Mika Honkasalo. Foram US$ 15,4 bilhões negociados na Uniswap, contra US$ 13,6 bilhões da Coinbase, conforme o post.

Mas o que explica este sucesso todo? A resposta pode estar no modelo de funcionamento da Uniswap. Nela, quem quer negociar criptoativos pode também colaborar para um pool de liquidez. Desta forma, ela resolve uma questão que costuma assombrar exchanges descentralizadas: a falta de liquidez. Para que seus usuários se sintam mais motivados a colaborar para este pool, a Uniswap os recompensa com um pequeno percentual do valor que eles disponibilizam.

A própria Uniswap reconhece importância da comunidade para manter a exchange. “A Uniswap está, agora, particularmente bem posicionada para um crescimento, desenvolvimento e autossustentabilidade conduzidos pela comunidade”, escreveu a exchange em seu blog.

exchange
US$ 1 milhão em taxas em 1 hora

No mesmo texto, ela ressalta a importância de seu token de governança, o UNI. Segundo a Uniswap, o lançamento do token serve ao propósito desse crescimento autossustentável. Isso porque ele permite “propriedade compartilhada pela comunidade e um sistema de governança dedicado, que vai guiar ativamente o protocolo em direção ao futuro”.

A Uniswap lançou o token em setembro, e o sucesso foi imediato. O anúncio da listagem do UNI na plataforma Coinbase levou a uma disparada de 300% no preço — ainda que os valores sejam baixos. Assim, ele passou de US$ 1 para US$ 4, segundo o Webitcoin. No dia em que esta reportagem foi escrita, sua cotação era de US$ 3,02.

O sucesso refletiu também nas taxas de transação do Ethereum. Após o anúncio do UNI, essas taxas chegaram a US$ 1 milhão em apenas uma hora, um novo recorde para o Ethereum, segundo a empresa de pesquisa Glassnode.
De acordo com a Uniswap, em menos de dois anos de existência, já foram negociados mais de US$ 20 bilhões no protocolo. Este também garantiu US$ 1 bilhão de liquidez graças aos depósitos de 49 mil usuários.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.
Quer saber mais sobre o mercado crypto?