Defensor do conceito de descentralização do universo crypto, o CEO da Tesla, Elon Musk, afirmou possuir ether (ETH) e Dogecoin em sua carteira, além, claro, do bitcoin – citado como um de seus principais investimentos, além da Tesla e da Space X.

As declarações de Elon Musk foram feitas durante o evento The B Word, uma conferência online organizada pelo Crypto Council for Innovation. Durante sua participação, ao lado do CEO do Twitter e da Square, Jack Dorsey, e da CEO da Ark Invest, Cathie Wood, ele afirmou que, apesar da turbulência que suas decisões causaram ao mercado, “quando o bitcoin cai, ele perde dinheiro também”, referindo-se ao fato de a Tesla não mais aceitar pagamentos em criptomoedas. Veja algumas das opiniões do polêmico executivo sobre o setor.

1. Musk diz que Tesla não vendeu seu bitcoin

Embora a Tesla não permita mais que as pessoas paguem por seus veículos usando bitcoin, Musk diz que a montadora não vendeu suas criptomoedas. “Não estamos vendendo nenhum bitcoin, nem na Tesla nem na Space X. Também não estou vendendo nada pessoalmente”, disse ele, segundo reportagem do The Verge.

No entanto, parte do investimento feito pela Tesla, em fevereiro deste ano, foi realmente vendido no primeiro trimestre, com lucro de US$ 101 milhões. Além disso, a empresa começou a aceitar Bitcoin no final de março, mas voltou atrás em maio, alegando preocupação com o uso de energia para mineração do bitcoin.

2. Tesla voltará a aceitar bitcoin quando metade da energia for renovável

Musk disse que a empresa provavelmente voltará a aceitar pagamentos com bitcoin quando cerca de metade da energia usada para mineração for proveniente de fontes limpas, como solar e eólica.

3. O empresário investe em outras criptomoedas além do bitcoin

Ether, moeda da Ethereum, e DOGE, da Dogecoin, fazem parte da carteira do bilionário, que afirmou que, além do bitcoin, elas são seus únicos grandes investimentos além de suas empresas.

4. Declarações de Elon Musk afetam o mercado

Musk reconhece que suas decisões e declarações afetam o mercado crypto, mas que isso também traz impactos às suas finanças. “Essas movimentações me afetam financeiramente, mas se esta não fosse minha preocupação [referindo-se ao gasto de energia do bitcoin], não teria feito”, afirmou, reiterando que queda no ativo lhe prejudicou.

5. Ele afirma que não faz “pump e dump”

Durante a conversa, Musk frisou que não usa intencionalmente suas declarações em seu favor, para elevar ou reduzir o preço do criptoativo. Ele usou a expressão “Pump e dump”, mencionando que pode “inflar (pump), mas não larga (dump)”. O termo se refere a um tipo de fraude de títulos em que alguém tenta aumentar o preço de um ativo por meio de declarações falsas, enganosas ou exageradas (o “pump”) e depois os vende para lucrar com os preços inflacionados (o “dump”).

6. Musk destaca baixo custo das transações

Além de acreditar na valorização dos criptoativos e do conceito de finanças descentralizadas, o CEO da Tesla também ressalta que a vantagem do bitcoin é a possibilidade de realizar transações com baixo custo.

 

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.