Nos últimos sete dias (encerrados em 2 de setembro), o bitcoin alcançou mais uma vez o patamar de US$ 50 mil. No entanto, na análise da Transfero, ainda há dificuldade de superar esse marco.

“Existe um movimento bearish que não deixa o BTC ultrapassar a atual cotação e, em contraposição, o bullish que impede o rompimento do suporte de US$ 47 mil. Isso causa uma espécie de ‘cabo de força’, que faz com que o bitcoin se mantenha dentro deste range de US$ 3 mil”, avaliou o Head of Crypto Prime Brokerage da Transfero, Wander Guedes. De acordo com o especialista, a análise gráfica permite a visualização deste movimento.

Guedes considera que existem vários fatores que podem influenciar o mercado, mas o movimento de alta tem levado vantagem. “Isso pode ser observado não só no bitcoin. O Market Cap Global se encontra acima dos US$ 2,2 trilhões e o mercado das altcoins subiu cerca de 40% no último mês”, ressaltou.

Bearish ou bullish: quem deve ganhar essa batalha?

Segundo o analista da Transfero, os bearish (apostando na baixa) podem se amparar no Fear & Greed index, que se encontra na casa dos 75 pontos. “Nas últimas vezes em que o índice alcançou esse patamar, houve correção, o que trouxe o preço para cerca de US$ 47 mil”, afirmou.

No entanto, segundo Guedes, os bullishs (apostando na alta) contam com mais elementos que trazem otimismo,  o que poderia indicar o rompimento da barreira de US$ 50 mil. “A tendência, no longo prazo, continua de alta, o que pode ser visto em nossa última análise (semana finalizada em 26 de agosto), que mostra que o fechamento dos preços diários permanece acima da MMS 200. Além disso, a ‘Golden Cross’ (cruzamento, para cima, da média móvel de 50 períodos sobre a média móvel de 200 períodos) cada vez mais seaproxima”, avaliou.

Além disso, Guedes ressaltou que a Put/Call Ratio se encontra em 0,571 (em 2 de setembro). “Esse indicador mostra o volume de opções de venda (puts) em relação ao de compra (calls). Quando ele se encontra acima de 1, o volume de puts é maior do que o de calls, indicando um viés baixista no mercado. Já quando se encontra abaixo de 1, que é o caso atual, com o volume de calls maior, o mercado tem um sentimento otimista, o que indica tendência de alta”, explicou.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.
Custódia de criptoativos pode ser feita com gestão profissional