O mercado cripto pode se fortalecer com o colapso da UST e com os problemas do protocolo de empréstimos Celsius. De acordo com um novo relatório divulgado pela FSInsights, essas duas crises devem beneficiar os criptoativos a longo prazo.

Recentemente, o mercado cripto perdeu mais de US$ 200 bilhões com a venda forçada de criptoativos. A FSInsights afirma que essa liquidação é resultado da combinação do excesso de operações alavancadas com adversidades do mercado financeiro.

Para o chefe de estratégia de ativos digitais da FSInsights, Sean Farrell, esses acontecimentos devem fortalecer a indústria cripto de forma construtiva. Diferentemente do mercado financeiro tradicional, o mercado cripto pode “melhorar mais rapidamente”, diz o relatório.

Sean Farrell aponta que o colapso da UST é uma “demonstração pública de destruição de capital”. Ou seja, a stablecoin algorítmica criada pela rede Terra entrou em colapso no mês passado após o preço perder paridade com o dólar.

Celsius pode fortalecer mercado cripto

Além do colapso da UST em maio de 2022, o protocolo Celsius enfrenta problemas com a forte desvalorização dos criptoativos na última semana. Com uma plataforma voltada para empréstimos cripto, o sistema suspendeu saques e aguarda uma atualização.

A queda das principais moedas digitais afetou diretamente inúmeros protocolos descentralizados de empréstimos cripto. Até então, o Celsius era conhecido por oferecer rendimentos sem riscos para os usuários.

O relatório da FSInsights aponta que o problema da Celsius pode estar relacionado a operações de alavancagem e a participação em mecanismos de staking que não possuem liquidez.

Embora o mercado cripto esteja em desvalorização, o FSInsights acredita em uma grande recuperação para os criptoativos. Portanto, o relatório sugere que as moedas digitais voltarão a subir no segundo semestre de 2022.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.