O interesse em tokens não-fungíveis (NFTs) e metaversos está em declínio na internet. De acordo com a ferramenta de análise de dados Google Trends, a busca por esses termos despencou consideravelmente nos últimos meses.

Os dados revelam uma grande mudança na pesquisa pelos dois termos que estão relacionados ao mercado cripto. A palavra metaverso, por exemplo, está em queda desde o final de 2021.

O conceito de universo digital sofreu uma verdadeira febre logo após a rede social Facebook mudar seu nome para a Meta. Com a mudança de nome, a busca pelo termo metaverso explodiu na internet.

Com projetos de criptoativos voltados para metaversos, como o decentraland (MANA), gala (GALA) e the sandbox (SAND), a pesquisa pelo termo também reverberou no mercado cripto.

NFT desacelerou em 2022

O Google Trends mostra que entre 24 e 30 de outubro de 2021, a palavra metaverso registrou seu melhor momento na internet. Desde então, a busca pelo termo está caindo, assim como a pesquisa por NFTs.

A sigla NFT está em decrescimento desde o início de 2022, segundo o Google Trends. A palavra deixou de ser pesquisada pelos usuários nos últimos três meses, o que pode sinalizar o desaquecimento do mercado de tokens não–fungíveis.

Outros dados corroboram para a perda de interesse em NFTs no mercado cripto observada no Google Trends. Assim como noticiou anteriormente o Panorama Crypto, o volume de tokens não-fungíveis no mercado despencou 80% na OpenSea, por exemplo.

O relatório do Financial Times mostra que o número de usuários no mercado NFT também sofreu uma desaceleração. Se em novembro de 2021 existiam cerca de 380 mil usuários ativos nesse mercado, atualmente existem somente 194 mil pessoas negociando NFTs.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.