O BRZ ficou mais uma vez na liderança como a stablecoin brasileira mais negociada no país. Segundo dados da Receita Federal compilados pelo CoinTelegraph, a stablecoin desenvolvida pela Transfero Swiss ultrapassa R$ 661,6 milhões em negociações nos 12 meses até agosto.

Deste total de operações com BRZ, agosto respondeu por mais de R$ 115 milhões das negociações da stablecoin. A cifra representa uma alta significativa em relação aos R$ 75,1 milhões de julho — mais de 50%

As stablecoins são criptomoedas com lastro. Este lastro pode ser uma moeda nacional ou mesmo um ativo digital. Por isso, elas são mais estáveis que as moedas digitais comuns e protegem os investidores da volatilidade comum no mercado.

Brasil: mercado crypto é bilionário, mas ainda pequeno

Ao todo, entre agosto de 2019 e agosto de 2020, os brasileiros já negociaram mais de R$ 114 bilhões em criptomoedas.

A publicação ressalta que, embora bilionária, a cifra do mercado brasileira ainda é pequena na comparação com a de outros países. Na ocasião em que o texto foi escrito, o CoinTelegraph comparou o valor de negociações do Brasil com o valor das operações na plataforma Binance. Usando a cotação daquele dia, os R$ 114 bilhões brasileiros equivaliam a cerca de US$ 25,86 bilhões. Enquanto o valor em operações na Binance em apenas 24 horas ultrapassava os US$ 4,34 bilhões.

XRP vs bitcoin

Entre as stablecoins em geral, o título segue com o USDT, da Tether. Nos últimos 12 meses, as operações com a moeda digital com lastro no dólar passam dos R$ 8,45 bilhões.

Mas, entre todos os criptoativos, o XRP e o bitcoin vivem um embate. E, talvez, os números indiquem que o bitcoin vai perder a coroa de criptomoeda líder. Isto porque, embora some maior volume de negociações em 12 meses, o bitcoin perde quando se analisam apenas os números de 2020.

Enquanto nos 12 meses até agosto o bitcoin somou R$ 49,3 bilhões, o XRP ficou logo atrás, com 48,65 bilhões. Porém, em 2020, a criptomoeda da Ripple teve R$ 10 bilhões a mais em negociações do que o Bitcoin: R$ 37,89 bilhões, contra R$ 27,1 bilhões.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.
Um token pareado ao Real Brasileiro