Uma pesquisa encomendada pela Sherlock Communication mostra que 48% dos brasileiros acham que o país deveria adotar o bitcoin como moeda oficial, a exemplo de El Salvador.

A pesquisa ouviu pessoas não só no Brasil, mas também na Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Venezuela e México.

O Brasil se destaca no levantamento como os maiores defensores da adoção do bitcoin como moeda, mostra o Valor Investe. Para 31% dos brasileiros o país está progredindo no assunto.

Criptomoedas como alternativa de diversificação

A diversificação de carteira foi o principal motivo apontado pelos brasileiros para investir em criptomoedas. Outras razões apontadas foram proteção contra inflação, instabilidade financeira e o hype dos criptoativos.

O estudo menciona os ETFs como instrumentos que têm permitido aos brasileiros investir em criptomoedas de forma regulamentada, atraindo investidores menos experientes e mais conservadores.

Brasileiros aceitam mais as criptomoedas

Caiu também o número de pessoas que não investiriam de jeito nenhum em criptomoedas: de 33% para 12%, na comparação com o estudo anterior feito no ano passado.

O experimento de El Salvador pode virar uma grande referência para países latino-americanos de como incorporar blockchain e criptomoedas à suas economias e gerar bem-estar aos cidadãos.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.
Ativos alternativos crescem como opções de diversificação de portfólio