O conceito de escassez, seja de metais preciosos, seja do bitcoin, é um dos principais fatores por trás da valorização da moeda digital. O bitcoin já foi comparado ao ouro inúmeras vezes. Recentemente, quem fez isso foi o investidor bilionário Chamath Palihapitiya, fundador e CEO da Social Capital, uma empresa de capital de risco.

Conhecido como Spac King, em alusão ao apoio a investimentos alternativos, Palihapitiya declarou que a valorização do bitcoin decorre do fato de que cada vez mais pessoas consideram os criptoativos uma forma eficaz de proteção à inflação e enxergam no bitcoin uma alternativa digital ao ouro.

Previsão foi feita no início de outubro

Após investir “centenas de milhões” em bitcoin, segundo a Forbes, Chamath disse acreditar que, de fato, que a moeda digital vai substituir o ouro. No passado, ele já havia declarado que o BTC poderia alcançar US$ 200 mil, o que levaria sua capitalização de mercado a US$ 4 trilhões.

Os comentários foram feitos no início do mês de outubro, em entrevista à CNBC, antes mesmo de o bitcoin alcançar seu recorde histórico, quando superou US$ 66 mil.

Além do bitcoin, Palihapitiya diz investir em outros criptoativos, como Solana. No entanto, segundo ele, o bitcoin é a melhor alternativa para substituir o ouro. “Do jeito que foi arquitetado, o BTC é a interação mais profunda da Internet que já vimos, não há como retroceder”, afirmou.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.