O preço do bitcoin continua enfrentando uma grande desvalorização no mercado. De acordo com dados sobre o desempenho do bitcoin nos últimos meses, esse foi o pior trimestre da história para o criptoativo.

No total, entre abril e junho de 2022, a moeda digital acumulou uma queda de 57%. Somente em junho de 2022, por exemplo, a cotação do criptoativo derreteu em mais de 37%.

No entanto, analistas da Transfero acreditam que essa tendência pode ser revertida até o final do ano. Na verdade, julho pode ser um mês promissor para o bitcoin, que está sendo cotado novamente abaixo de US$ 20 mil.

Historicamente, julho foi um mês de grande valorização para o preço do bitcoin no mercado cripto. Os analistas da Transfero afirmam que em sete dos últimos dez anos o criptoativo acumulou uma alta no preço nesse mês.

“Tanto no mês (julho) quanto as médias de resultado do segundo semestre apresentaram valorização em sete dos últimos dez anos, o que gera uma boa expectativa matemática futura”.

Ou seja, até o final de julho de 2022, o preço do bitcoin pode reverter a tendência de desvalorização e voltar a subir. O mesmo acontece com o segundo semestre, que geralmente é um período de acúmulo de valorização para o ativo.

Nas últimas semanas, o criptoativo voltou a ser cotado abaixo de US$ 20 mil e, nesta sexta-feira (1), a moeda digital está sendo cotada em cerca de US$ 19,3 mil.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.