Ativos digitais estão ganhando espaço entre investidores institucionais, de acordo com a Fidelity Digital Assets. Segundo pesquisa realizada junto a 800 instituições financeiras – consultores, fundos de  pensões, fundos de hedge tradicionais, investidores patrimoniais  e fundações, dentre outras – 36% dos entrevistados afirmam estar atualmente investindo em ativos digitais e seis em cada dez acreditam que os ativos digitais têm lugar em seus portfólios. 80% dos investidores pesquisados definem como  atraente essa classe de ativos.

“Esses resultados confirmam uma tendência que estamos vendo no mercado em direção a um maior interesse e aceitação de ativos digitais como uma nova classe de ativos investíveis”, afirmou o presidente da Fidelity Digital Assets, Tom Jessop.

Investidores institucionais já possuem ativos digitais

De acordo com a Fidelity Digital Assets, 36% dos entrevistados nos EUA e na Europa possuem bitcoin, outros ativos digitais e/ou produtos derivativos. Segundo o levantamento, cerca de 25% dos entrevistados possuíam Bitcoin, enquanto 11% possuem Ethereum.

Os resultados da pesquisa, realizada entre novembro de 2019 e março de 2020, mostram que os investidores europeus têm mais confiança no bitcoin do que os investidores nos Estados Unidos. Na Europa, 45% dos investidores alocaram recursos na classe de ativos, enquanto esse número é de 27% para os EUA.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.