O termo APY é a abreviatura para annual percentage yield, ou rendimento percentual anual. Ele se refere à taxa real de retorno obtida em um investimento, considerando o sistema de incidência de juros compostos. 

Já APR é a sigla para annual percentage rate ou, em português, taxa percentual anual, que é fixa. Por exemplo, ela é utilizada quando se bloqueia um investimento por determinado período, com um rendimento fixo que é recebido ao final do prazo acordado. 

Qual a diferença entre juros simples e compostos?

Para entender melhor a diferença entre APY e APR, é necessário primeiro compreender o que são os juros simples e compostos. 

Juros simples são aqueles que resultam apenas do depósito original, enquanto nos compostos incidem juros sobre juros. No primeiro caso, ao final do período de investimento contratado, você recebe o percentual pré-fixado inicialmente. No segundo, os lucros vão sendo reinvestidos ao longo do período.  

Para ilustrar melhor esses dois conceitos, imagine uma aplicação de R$ 1.000 com taxa de juros de 10% ao ano. Após um ano, o investidor receberá R$ 1.100. Esse é um caso de juros simples, cuja fórmula de cálculo é: 1.000 x (1 + 10%) = 1.100

No caso dos juros compostos, vamos exemplificar com os mesmos R$ 1.000 e taxa de 10% ao ano, mas com composição semestral. Nos primeiros seis meses, o rendimento seria de 5%, resultando em R$ 1.050. Nos seis meses seguintes, os outros 5% incidirão sobre R$ 1.050, o que resulta em R$ 1.102,50. 

Os juros simples correspondem ao APR e os compostos, ao APY. E, mesmo considerando valores simples e juros hipotéticos, é fácil perceber que o APY é mais rentável. 

Como calcular o APY?

Existe uma fórmula para fazer esse cálculo:

APY = (1 + r / n) ^ n – 1

Na qual:

  • r é a taxa de retorno periódica (referida como APR anual). 
  • n é o número de períodos de capitalização (dias, meses ou anos, por exemplo).

Conforme explicamos no tópico anterior, a rentabilidade do APY (juros compostos) é maior. Além disso, quanto maior a taxa de juros estabelecida pela transação e quanto mais tempo o valor permanecer investido, melhor será o resultado. 

Em outras palavras, tanto o APY quanto o APR se referem aos juros de investimento anual, mas o APY fornece maior lucro devido à composição.

Rendimentos em cripto seguem o APY ou APR?

No universo cripto, os cálculos seguem a mesma lógica e, normalmente, o APY é maior do que no caso dos investimentos tradicionais. Alguns projetos, como PancakeSwap (CAKE), Uniswap (UNI) e SushiSwap (SUSHI), entre outros, oferecem APYs mais altos. 

O APY elevado reflete a oferta e demanda; ou seja, alta demanda se traduz em APY mais alto também. 

Porém, ainda há ferramentas que usam APR. Em tais casos, quem quiser receber juros compostos precisa fazer essa composição de forma manual, ou seja, reinvestindo o lucro diariamente ou semanalmente, por exemplo. 

Como ganhar com o APY em cripto?

Algumas opções para rentabilizar os investimentos em cripto são:

  • oferecendo empréstimos, nos quais é possível receber juros e dividendos em criptoativos;
  • yield farming;
  • staking.

 

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.