Na última sexta-feira (25), a empresa de negociação de criptoativos Alameda Research, dona da FTX, realizou a maior emissão de tokens wrapped bitcoin (WBTC) da história. O WBTC é um token padrão ERC-20 (transferível) e lastreado ao bitcoin em proporção 1:1. Seu principal mérito é permitir travar bitcoins no mercado de DeFi e obter rendimentos com a criptomoeda líder.

A maior emissão foi de 2.317 tokens (cerca de US$ 25 milhões). Foi apenas um a mais do que o fundo de hedge cripto Three Arrows Capital emitiu nessa quinta-feira (25): 2.316 WBTC.

Sam Bankman-Fried, fundador da Alameda Research, contou ao The Block que a empresa está continuando a ver a demanda por WBTC por conta do crescimento no setor de finanças descentralizadas (DeFi). A emissão de um token pareado ao bitcoin tem por objetivo poder negociar a moeda em outras blockchains.

Alameda Research é a maior emissora de WBTC

O WBTC é o maior token ERC-20 pareado ao bitcoin, com participação de 75% do mercado, e possui ampla adesão em DeFi e em ‘yield farming’. A Alameda Research é a maior emissora de WBTC até hoje, com 37.609 tokens.

Fundada em outubro de 2017, a Alameda Research gerencia mais de US$ 100 milhões em ativos digitais e negocia de US$ 600 milhões a US$ 1,5 bilhão por dia em milhares de ativos digitais. A empresa tem uma operação global em grande escala, com capacidade para negociar em todas as principais bolsas e mercados.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.
Quer saber mais sobre o mercado crypto?