Mais seis nomes do mercado de criptoativos foram integrados à Lista Forbes 400 recentemente. O ranking traz os maiores bilionários do planeta, e a edição de 2021 apresentou um crescimento relevante dos bilionários que fazem parte de empresas do setor crypto.

Até 2020, apenas o cofundador da Ripple, Chris Larsen, fazia parte da lista Forbes 400. Ele foi integrado ao ranking no ano passado, depois de atingir um patrimônio de US$ 2,7 bilhões.

Chris Larsen foi listado no ranking Forbes 400 pelo segundo ano consecutivo. Em 2021, a fortuna do cofundador da Ripple era de US$ 2,7 bilhões, e neste ano aumentou para US$ 6 bilhões.

Com a chegada de seis novos nomes em 2021, o ranking Forbes 400 agora possui sete bilionários que atuam no setor de criptoativos. No total, esses empresários possuem uma fortuna estimada em US$ 55,1 bilhões.

Crescimento do mercado impulsiona ranking

O crescimento do mercado de criptoativos foi impulsionado pelo aumento do volume de investimentos institucionais. Ao mesmo tempo, grandes empresas do setor anunciam a abertura de capital através da bolsa de valores.

Além de Chris Larsen, o ranking apresenta os nomes de Brian Armstrong e Jed McCaleb, cofundadores da Coinbase. Recentemente, a exchange anunciou a abertura de capital através da bolsa de valores nos Estados Unidos.

Outra dupla listada na Forbes 400 são os gêmeos Cameron e Tyler Winklevoss, fundadores da exchange Gemini. Famosos no Vale do Silício, até maio de 2021 os dois acumulavam uma fortuna de US$ 6 bilhões, incluindo milhares de bitcoins.

Dentre todos os sete nomes listados na Forbes 400 relacionados ao setor crypto, o CEO da exchange FTX, Sam Bankman-Fried é o nome que ocupa o primeiro lugar do ranking.

Com uma fortuna estimada em US$ 22,5 bilhões, sozinho Bankman-Fried corresponde a quase metade de todo o patrimônio dos sete bilionários do setor crypto na Forbes 400.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.