Além do Facebook, a adoção de metaversos crescerá exponencialmente nos próximos anos no mercado, de acordo com uma recente pesquisa publicada pela Gartner. O estudo sugere que uma a cada quatro pessoas em todo o mundo utilizará algum tipo de universo digital diariamente em 2026.

O relatório da Gartner prevê um aumento no uso de metaversos pela população, acompanhando a tendência inaugurada pelo Facebook no final de 2021. A rede social mudou o nome para a Meta e está desenvolvendo seu próprio metaverso.

Com 25% da população mundial acessando metaversos nos próximos quatro anos, esse público gastará pelo menos uma hora por dia no universo digital, segundo diz a pesquisa.

O vice-presidente de pesquisa da Gartner, Marty Resnick, destacou como os metaversos devem integrar o mundo digital e o mundo real. Além disso, o executivo explica como os universos digitais serão utilizados diariamente no futuro.

“Desde a participação em salas de aula virtuais até a compra de terrenos digitais e a construção de casas virtuais, essas atividades estão sendo realizadas atualmente em ambientes separados. Eventualmente, eles ocorrerão em um único ambiente – o metaverso – com vários destinos em tecnologias e experiências.”

Enquanto estima-se que 25% da população acessará metaversos em 2026, a presença de empresas no ambiente digital será ainda maior. A Gartner aponta que 30% dos negócios terão sua presença no universo digital.

“As empresas terão a capacidade de expandir e aprimorar seus modelos de negócios de maneiras sem precedentes, passando de um negócio digital para um negócio metaverso. Até 2026, 30% das organizações do mundo terão produtos e serviços prontos para o metaverso.”

Além do aumento da adoção de metaversos para os próximos anos, a pesquisa da Gartner aponta que os criptoativos serão responsáveis por monetizar este espaço digital. Sendo assim, moedas digitais e tokens não fungíveis (NFTs) devem fazer parte da economia dos metaversos, destaca a pesquisa.

Caso tenha algum comentário ou contribuição para o PanoramaCrypto, entre em contato com a nossa Redação.